Conheça nossas Trilhas

22 de maio de 2024
26.6°C New York
Casa em wood frame

Sistema construtivo a seco, conheça o Wood Frame

(Se preferir, clique no player para o ouvir a narração desse artigo! Queremos facilitar sua vida, desde consumir o nosso conteúdo até realizar o seu projeto.) =)

Os sistemas construtivos não são novidade na construção civil e, nem na nossa revista. Em alguns artigos anteriores, falamos sobre grandes sistemas, como: alvenaria, parede de concreto, steel frame etc.

Eles podem ser descritos como um conjunto de técnicas e tecnologias utilizadas para a construção de um edifício. Como supracitado, existem diversos tipos  sistemas e técnicas usadas na atualidade. No entanto, neste artigo focaremos em uma técnica – o wood frame. Clique aqui para saber mais sobre os sistemas construtivos.

O wood frame

Por volta do século XIX, surge na América do Norte – mais especificamente nos EUA – o wood frame. Por isso, o termo “wood frame” é originado do inglês, que significa “estrutura de madeira”.

casa construida com wood frame

Além dos EUA, o wood frame é aplicado em outros lugares do mundo, como no Canadá, alguns países sul-americanos (Chile, Venezuela etc.) e na Europa.

Afinal, o que é wood frame?

É um sistema construtivo que usa placas estruturais e perfis de madeiras na composição de casas e/ou edificações de até cinco pavimentos.

A técnica é considerada sustentável, já que utiliza madeira de reflorestamento em sua composição.

Quando falamos de wood frame, lembramos de outra técnica, o steel frame (estrutura de aço). Isto não é por acaso, ambas as técnicas fazem parte do Sistema CES (Construção Energética Sustentável).

Características e construção em wood frame

Relembrando, as madeiras usadas no wood frame são de reflorestamento, elas precisam estar secas e sem imperfeições para serem usadas. Além disso, a madeira mais utilizada nas obras de wood frame nos Estados Unidos é a Pinus, mas o eucalipto também pode ser utilizado.

Sua parte estrutural é composta por madeira maciça, já as chapas de revestimento são em OSB (Oriented Strand Board).

uma chapa de osb, usada na construção das casas em wood frame

O OSB é uma placa composta por tiras de madeira de reflorestamento, que são organizadas na mesma direção. O produto conta com uma grande resistência, estabilidade e versatilidade, também pode ser usado de diversas maneiras nas obras.

Processo de construção

  1. É necessário que já no projeto as medidas da parede estejam detalhadas. Dessa forma, os painéis que serão comprados, são transportados para o local da obra com as medidas corretas para o uso;
  2. Após a compra dos painéis, é iniciada a instalação da estrutura de madeira – ela é responsável pela sustentação da obra;
  3. Nesta etapa, as placas de madeira OSB são colocadas e, junto a ela, uma placa cimentícia e gesso cartonado;
  4. Não pode se esquecer das aberturas que serão criadas para depois incluir as instalações hidráulicas e elétricas. Nas instalações hidráulicas, são usados canos de PVC ou PEX, já nas elétricas, fios e conduítes;
  5. Logo após, é feito o preenchimento para garantir um conforto térmico, pode-se usar mantas de lã de rocha ou de vidro;
  6. Nesta fase, inicia-se a cobertura e vedação do projeto;
  7. Por último, são feitos os acabamentos externos na obra

Uma imagem mostrando a composição da parede em wood frame

Foto: Archdaily

Vale ressaltar que, são utilizadas placas cimentícias com selador anti fungo e pintura de resina acrílica pura nas áreas expostas a água (cozinha e banheiro).

Não se engane, a técnica do wood frame, pode ser tão resistente quanto a alvenaria convencional. Para isto, é necessário que os materiais passem por um processo de tratamento contra brocas, cupins e fungos.

Vantagens do wood frame

Algumas das vantagens que este sistema possui, são:

  • Conforto térmico e acústico: o isolamento acústico dessa técnica é maior que o da alvenaria convencional. Ainda, a madeira trás uma sensação mais agradável aos moradores, seja em localidade mais frias ou quentes, chegando a absorver 40 vezes menos calor que a construção de alvenaria.
  • Prazo de entrega menor: devido a utilização de madeiras com tamanhos específicos, o prazo de entrega dos projetos é mais rápido, podendo ser em torno de dois meses.
  • Economia: como já citamos, a economia de tempo é uma das economias que esse sistema garante, a outra é em materiais – pois, a madeira usada nas obras é mais econômica se comparada com a alvenaria. Além disso, é possível fazer o controle de gastos da obra já na fase do projeto.
  • Possibilidade de usar vários acabamentos: não pense que só porque a matéria-prima é madeira que significa que o revestimento é limitado, muito pelo contrário. No acabamento, pode-se usar vários revestimentos diferentes, como: cerâmica, porcelanato, tinta, azulejo etc.
  • Sustentabilidade: por último, mas nem por isso menos importante. A sustentabilidade é uma das maiores vantagens desse sistema, entre os aspectos presente nela estão: redução de resíduos gerados da obra e o uso de um material renovável – a madeira.

Desvantagens do wood frame

Em contrapartida, possui algumas desvantagens, como:

  • Mão de obra: essa é uma desvantagem maior para os brasileiros. O sistema exige uma mão de obra especializada e, como no Brasil é pouco conhecido, ou seja, isso pode demorar um pouco.
  • Concreto armado: o uso do concreto ainda é necessário em algumas partes da obra, como nas sapatas, laje mista ou blocos.
  • Limite de pavimentos: as construções de wood frame são limitadas à 5 andares no máximo.
  • Correções: o sistema pode exigir mais correções no final da obra. Isto por conta da utilização das chapas de OSB, que por sua vez, possuem uma superfície rugosa.
  • Falta de cuidados: essa desvantagem é causada pelo cliente final. Como não é tão conhecida em todos os locais, alguns moradores tendem a não tomar os cuidados necessários.

Wood frame no Brasil

Ao longo desse artigo, já citamos o wood frame no Brasil e, agora, falaremos especificamente sobre o assunto.

O sistema chegou no Brasil já no ano de 2009. Apesar de se encontrar há algum tempo no mercado brasileiro, ele ainda é pouco utilizado.

Em primeiro lugar, como já possuímos a tradição de usar a alvenaria, a madeira acaba sendo considerada um elemento secundário da construção.

Ainda, algumas pessoas tem a visão que esta técnica contribui para o desmatamento das árvores nativas brasileiras. No entanto, sabe-se que a madeira usada nas obras são o eucalipto e pinus, estes tipos de madeira crescem com rapidez e estão presentes grande quantidade em nosso país.

A falta de uso do sistema contribui para que não tenha uma norma regulamentadora do específica para o wood frame. Outrossim, a ABNT já notou o wood frame e, estão desenvolvimento uma norma para o mesmo.

Apesar de ser novidade no Brasil, em 2016, na cidade de Araucária – PR, o primeiro prédio construído com tecnologia sustentável wood frame foi finalizado.

Prédio construído em wood frame

Prédio construído em Araucária – PR com wood frame.

Gostou de conhecer o wood frame? Já conhece o outo sistema conhecido como steel frame? Confira mais artigo como esse em nossa revista digital e, deixe um comentário sobre o que achou desse sistema.

Forro ripado de madeira e iluminação com fita de LED - Entenda Antes

Forro ripado de madeira: como usar iluminação com fita de LED

(Se preferir, clique no player para o ouvir a narração desse artigo! Queremos facilitar sua vida, desde consumir o nosso conteúdo até realizar o seu projeto.) =)

Quando se trata de criar uma atmosfera acolhedora  para sua casa, poucos materiais são melhores que a madeira. É por isso que o forro ripado de madeira é uma das escolhas favoritas de quem busca uma aparência requintada e aconchegante. Mas, para complementar o efeito visual, não podemos nos esquecer do projeto luminotécnico. Nesse sentido, a iluminação com fita de LED é uma ótima maneira de destacar o forro de madeira enquanto ilumina o ambiente.

Apesar de não ser uma escolha óbvia, a fita de LED e o forro ripado de madeira formam uma dupla que funciona bem em praticamente qualquer espaço. Para comprovar, reunimos dicas para combiná-los e alguns exemplos para você se encantar. Confira! 

Iluminação com fita de LED para forro ripado de madeira

O forro ripado de madeira é o grande destaque em qualquer ambiente em que é instalado. Assim, espera-se que os outros elementos arquitetônicos combinem com o forro de madeira, mas sem roubar a cena. 

Um desses elementos é a iluminação. Afinal, as luzes no teto devem fornecer uma iluminação geral eficaz para contrastar com o escuro da madeira. Logo, a iluminação com fita de LED ao longo do teto é uma excelente maneira de garantir que o espaço esteja suficientemente brilhante. 

Esse tipo de iluminação é mais econômico, principalmente quando comparamos com lustres e luminárias luxuosas. Mas, ainda assim, serve para compor uma atmosfera contemporânea que é tendência na área do design de interiores. Além disso, a eficiência energética da luz de LED representa uma economia significativa na conta de energia elétrica. 

Neste projeto, por exemplo, a madeira ripada foi aplicada nas paredes e teto, roubando toda a atenção do espaço. Já a iluminação com fita LED serviu para clarear o hall de entrada de forma discreta. O grande charme da iluminação ficou por conta da maneira inusitada em que as fitas foram instaladas.

Forro ripado de madeira e iluminação com fita de LED - Entenda AntesForro ripado de madeira e iluminação com fita de LED – Divulgação-Maíra Acayaba

Veja também: “Como uma boa iluminação pode trazer bem estar aos ambientes”

Dicas para acertar ao compor os dois elementos

Iluminação indireta

Embutir a iluminação com fitas de LED é uma boa opção para manter a luz indireta. Dessa forma, as luzes ficam agradáveis e não ofuscam a vista quando olhamos diretamente para elas. 

Especialmente quando usamos o forro de madeira, a iluminação indireta contribui para manter o espaço mais convidativo e confortável. Além disso, a iluminação embutida acaba valorizando naturalmente o local onde é instalada, neste caso, o forro ripado de madeira. 

Cores de LED

É importante considerar a variedade de cores de fita de LED em um projeto luminotécnico. Basicamente, temos a luz quente (coloração amarelada), luz fria (branco intenso) e RGB (que se alterna entre as cores vermelho, verde e azul). 

Para não errar na escolha, considere que a luz fria é mais indicada para locais de trabalho e que exigem atenção (como cozinha, escritório e lavanderia), quando é necessário visualizar as cores reais dos objetos. Já a luz amarelada é mais indicada para locais de relaxamento (como quarto, sala de estar e jantar), pois cria uma atmosfera mais intimista e aconchegante. 

Contrate um profissional

Para garantir que a iluminação com fita de LED esteja em harmonia com o forro ripado de madeira, é recomendado contratar um profissional da área. Contar com o auxílio de um arquiteto ou designer de interiores pode fazer toda a diferença na beleza e funcionalidade do projeto luminotécnico, além de compor a decoração do espaço considerando o forro de madeira.

Inspirações

Quer entender melhor como forro ripado de madeira e iluminação com fita de LED funcionam em conjunto? Então confira alguns projetos que mostram os elementos em harmonia na prática: 

Forro ripado de madeira e iluminação com fita de LED - Entenda Antes Forro ripado de madeira e iluminação com fita de LED – Divulgação Casa Cor

Forro ripado de madeira e iluminação com fita de LED - Entenda Antes Forro ripado de madeira e iluminação com fita de LED – Alan Blakely

Forro ripado de madeira e iluminação com fita de LED - Entenda Antes Forro ripado de madeira e iluminação com fita de LED – LeeAnn Baker Interiors

Forro ripado de madeira e iluminação com fita de LED - Entenda Antes Forro ripado de madeira e iluminação com fita de LED – Revista Sua Casa

Por fim, queremos saber a sua opinião! Você usaria forro ripado de madeira e iluminação com fita de LED em sua casa? Compartilhe nos comentários!

Madeira na Decoração

Como usar madeira na decoração?

(Se preferir, clique no player para o ouvir a narração desse artigo! Queremos facilitar sua vida, desde consumir o nosso conteúdo até realizar o seu projeto.) =)

Usar madeira na decoração nunca sai de moda. Afinal, trata-se de um material nobre que deixa qualquer ambiente mais aconchegante, confortável e sofisticado. No mais, ela é prática, versátil e combina com diferentes estilos de decoração, dando aquele toque todo especial.

Confira agora, neste post, como usar a madeira na decoração de sua casa. Inspire-se!

Madeira na Decoração

Quartos

O quarto é o ambiente ideal para decoração com madeira, afinal não existe material que transmita mais conforto do que ela.

Abuse da madeira nos móveis, nos detalhes, no piso, nas portas e janelas, até mesmo no quarto das crianças.

Outra dica, que também pode ser usada em outros cômodos da casa, é fazer o teto também de madeira, criando um clima ainda mais aconchegante e cheio de charme.

Mas se o orçamento está apertado, um painel de MDF para cobrir a parede ao fundo da cama e assim dar impressão de uma parede de madeira, pode ser uma excelente opção.

Veja também: “Como economizar na fase de acabamento da construção?”

Madeira na Decoração

Madeira na DecoraçãoBruna Alvim Campos

Madeira na DecoraçãoARCHtec Arquitetura e Interiores

Madeira na DecoraçãoFundos Arquitetura

Salas

A sala, seja de estar, de jantar ou de home theater, é um outro ambiente que fica lindo e muito mais confortável quando se usa madeira na decoração.

Aposte em painéis de madeira, revestimentos, móveis e até mesmo em colunas e estruturas de madeira aparentes.

E para complementar, aposte em cores fortes nos estofados, cortinas e tapetes. Porém, nada mal investir em acessórios e detalhes em branco, dando um ar bem moderno ao ambiente.

Madeira na DecoraçãoFlávio Lima Arquitetura

Madeira na Decoração
Madeira na DecoraçãoHeloisa Zarpelon Arquitetura e Interiores

Madeira na DecoraçãoARCHtec Arquitetura e Interiores

Cozinha

Na cozinha, aposte em móveis (mesas, cadeira, banquetas), armários, acessórios e até mesmo no piso de madeira. E não fique com medo de misturar os diversos tons de madeira com o branco ou com cores mais vibrantes, pois o resultado é lindo.

Assim, a cozinha fica muito mais charmosa e convidativa com esse tipo de decoração.

Madeira na DecoraçãoHeloisa Zarpelon Arquitetura e Interiores

Madeira na Decoração
Madeira na DecoraçãoF & H Arquitetura e Engenharia

Madeira na Decoração

Banheiro

Não é muito comum, mas a madeira também pode ser usada na decoração do banheiro, seja na bancada da pia ou no revestimento do piso.

Mas atenção! O ideal é revestir o piso com material que imita a madeira e que possa ser usado em áreas molhadas. Mas madeira “in natura” pode não ser uma boa opção.

Madeira na Decoração

Bruna Alvim Campos

Madeira na DecoraçãoFlávio Lima Arquitetura

Madeira na Decoração

Combinando diferentes tons de madeira na decoração

Por fim, seguem algumas dicas sobre como combinar tons de madeira entre si. Mas, para saber mais, vale dar uma olhada no post “Como combinar tons de madeira com a decoração?”

Use cores similares para conectar os tons de madeira

Observe as cores das madeiras que você pretende usar no ambiente e escolha cores intermediárias entre elas e o restante dos objetos (estofamento, pintura ou tapetes).

  1. Utilize uma cor conciliadora

    Conciliar dois tons de madeira é uma boa ideia, você pode utilizar um tom mais claro e um outro escuro. Neste caso, escolha uma única cor para pontuar a decoração e servir como intermediária.

  2. Use tapetes

    Esta com certeza é a melhor dica quando o assunto for necessária a transição entre os tons dos detalhes e o tom do piso.

  3. Peça única

    Outra boa ideia é escolher uma peça única e grande de um tom de madeira diferente para ser o destaque da decoração do ambiente.

  4. É possível misturar um tom de madeira natural com madeira pintada

    A combinação do tom de madeira natural com peças em madeira pintada de outras cores fica muito moderno e elegante quando bem equilibrada. Sem falar que traz um toque de alegria e descontração ao ambiente.

Veja também: “A melhor forma de decorar um imóvel!”

Madeira na DecoraçãoCONCRETIZZE – Arquitetura e Interiores

Gostou das dicas? Pronto para usar madeira na decoração de sua casa sem medo de errar? Mas, se ainda tem dúvidas, procure um profissional e elabore com ele um projeto que agrade você e toda a família. Então, tenha certeza que sua casa ficará como você sempre sonhou.

_____________________________________________________________________

Criamos o Entenda Antes porque acreditamos que a troca de conhecimento, informação e experiência é o único meio que realmente tem o poder de melhorar as pessoas, melhorar os negócios e o mundo como um todo.

Acreditamos que não precisa ser difícil e demorado encontrar bons profissionais e realizar orçamentos para fazer um bom negócio. Fazemos isso porque o mundo pede mais agilidade, facilidade e comodidade.

Solicite um orçamento do que você precisa sobre o mundo da construção e iremos te ajudar a realizar o melhor negócio!

Tipos de Pisos

Tipos de pisos para utilizar no acabamento de uma casa

(Se preferir, clique no player para o ouvir a narração desse artigo! Queremos facilitar sua vida, desde consumir o nosso conteúdo até realizar o seu projeto.) =)

Para escolher de forma adequada o melhor tipo de piso para a sua obra primeiro é preciso conhecer o que existe disponível no mercado.
Pensando nisso, elaboramos este post com informações úteis sobre os 12 diferentes tipos de pisos existentes. Entenda Antes e faça uma boa escolha.

Tipos de pisos que podem ser usados em acabamentos

Tipos de Pisos

  1. Piso de Cerâmicas

    Primeiramente, a cerâmica é um dos tipos de pisos mais usado no Brasil. Então ele pode ser encontrado em diversos tamanhos, texturas, cores, qualidades e preços. Também pode ser utilizados em áreas internas e externas.Porém, na hora de escolher a sua cerâmica é preciso conferir se ela é adequada para o ambiente em questão. Por isso, é necessário consultar o seu PEI – Resistência à Abrasão.

    Tipos de Pisos

  2. Piso de Porcelanatos

    O porcelanato também é bastante utilizado. Pode ser semi-polido, polidos ou peça rústica.Você também pode encontrar o material esmaltado e em diversas texturas, principalmente imitando madeiras, mármores e granitos.

    Tipos de Pisos

  3. Piso de Granito

    O piso de granito, além de muito bonito, é resistente e apresenta alta durabilidade. Podem ser utilizados em residências e também em locais de grande tráfego de pessoas, como shoppings, supermercados, prédios comerciais e aeroportos.
    Pode ser encontrado em diversas tonalidades e preços. Os mais conhecidos são: Branco Itaúna, Verde Ubatuba, Cinza Corumbá, Cinza Andorinha e Preto São Gabriel.

    Tipos de Pisos

  4. Piso de Mármore

    O mármore, como o granito, é uma rocha metamórfica, composta principalmente por minerais de calcita. O mármore, no entanto, apresenta coloração mais uniforme que o granito e a formação de veios definidos.
    É indicado apenas para ambientes internos. E, por ser pouco produzido no Brasil, apresenta um custo muito elevado.

    Tipos de Pisos
    Veja também:
    “Iluminação para piscinas – Melhores Exemplos”

  5. Piso Laminado de madeira

    Feito de lâminas de madeira de reflorestamento e portanto, sustentável.
    Esse é um piso flutuante, visto que não é colado no contrapiso. Então, as lâminas são assentada sobre uma manta, em sistema de encaixe tipo e presos pelos rodapés que são colados.

    Tipos de Pisos

  6. Piso vinílico

    Trata-se de um piso produzido com resina de PVC, em formato de réguas com dimensões que variam bastante de um fabricante para o outro.
    São instalados com o sistema do tipo macho-fêmea sobre manta. São indicados para áreas internas de menor tráfego e podem ser encontrados em diversas estampas que imitam madeira.

    Tipos de Pisos

  7. Piso de Tábua corrida

    Piso em madeira natural de lei, geralmente extraída da Amazônia. Possui encaixe tipo macho-fêmea e sua instalação é feita sobre um ripamento.
    Conferem muita beleza e conforto, mas não são sustentáveis. Após instalado, o piso precisa ser raspado e sintecado para adquirir brilho.

    Tipos de Pisos

  8. Piso de Tacos

    Os tacos foram muito populares nas décadas de 60 a 80, mas atualmente são pouco utilizados pois possuem um custo elevado.
    Assim como o piso de tábua corrida, é preciso raspar e sintecar o piso.
    As madeiras mais comuns para a produção de tacos são ipê, grápia e cumaru.

    Tipos de Pisos

  9. Piso de Ardósia

    O piso em pedra ardósia também é muito utilizado devido a sua durabilidade e preço baixo.
    Ele pode ser utilizado em áreas internas e também externas. Mas, é preciso ter cuidado pois é um piso muito escorregadio quando molhado.

    Tipos de Pisos

  10. Piso de Pedra São Tomé

    A pedra São Tomé é o piso ideal, e por isso o mais utilizado, ao redor de piscinas.
    Elas podem ser encontradas em peças regulares 30x30cm e irregulares (retalhos).

    Tipos de Pisos

    Veja também: “Áreas de lazer para você se inspirar – Entenda Antes!”

  11. Piso de Ladrilho hidráulico ou lajota

    Estão novamente na moda, trazendo charme e muito estilo. Mas porém, seu custo é elevado se comparado com as cerâmicas e porcelanatos.
    São produzidos a base de cimento e tem produção artesanal.

    Tipos de Pisos

  12. Piso de Cimento queimado

    Solução de baixo custo para pisos, indicada para áreas internas e externas.
    Esse é um dos tipos de pisos para ambientes com estilo de decoração industrial ou moderno.

    Tipos de Pisos

Viu como existem diversas opções? Mas na hora de escolher o piso da sua casa, consulte um profissional capacitado e experiente. Só ele poderá de indicar a melhor opção para cada ambiente, de acordo com o estilo arquitetônico do imóvel e também com o estilo de vida dos moradores.

_____________________________________________________________________

Criamos o Entenda Antes porque acreditamos que a troca de conhecimento, informação e experiência é o único meio que realmente tem o poder de melhorar as pessoas, melhorar os negócios e o mundo como um todo.

Acreditamos que não precisa ser difícil e demorado encontrar bons profissionais e realizar orçamentos para fazer um bom negócio. Fazemos isso porque o mundo pede mais agilidade, facilidade e comodidade.

Solicite um orçamento do que você precisa sobre o mundo da construção e iremos te ajudar a realizar o melhor negócio!

construção de um imóvel materiais

Veja agora os tipos de materiais para construir um imóvel!

Você sabe a diferença entre os diversos materiais que podem ser usados para construir seu imóvel? Madeira, concreto armado ou gesso, qual o melhor pra minha construção? Se você não entende nada sobre o assunto, acompanhe este post para que você Entenda Antes tudo que precisa sobre o assunto antes de começar sua obra.

A importância de escolher os materiais corretos

Uma etapa muito importante da sua obra é a escolha dos materiais que serão utilizados na sua construção.

Esse é um item fundamental que deve ser decidido junto com o seu arquiteto, independentemente do porte da obra, porque além da segurança é preciso pensar na durabilidade e no custo da obra.

 

Neste post vamos falar dos três materiais mais comuns que são, concreto armado, o madeira e gesso (drywall), e também das vantagens e desvantagens de cada um deles.

Veja também:Revestimento moderno que transforma, conheça o gesso 3D – Entenda Antes!

Concreto Armado

Concreto armado

Então, no Brasil, o concreto armado é o material mais usado quando pensamos em construir. Mas ele já é tradicional e faz parte da cultura da construção no país.

As vantagens do concreto armado são:

  • Primeiramente, o material e as ferramentas necessárias são facilmente encontrados em qualquer loja de materiais de construção;
  • Não necessita de mão de obra especializada;
  • A resistência do concreto aumenta com o passar do tempo;
  • Não precisa de manutenção;
  • O concreto se adapta a qualquer forma;
  • Impermeável se recebe tratamento específico;
  • É resistente ao fogo.

As desvantagens do concreto armado:

  • É um material pesado. Assim, quanto maior o peso da obra, maior será o gasto com a fundação do imóvel;
  • O concreto exige um tempo de cura que acaba paralisando algumas etapas da obra;
  • A estrutura de concreto armado é executada in loco e necessita de vários materiais diferentes;
  • Serão necessários vários profissionais para a produção da estrutura de concreto armado (armadores, carpinteiros, pedreiros e ajudantes);
  • No caso de reformas ou demolições, o uso do material as tornam trabalhosas;
  • A produção do cimento consome uma alta quantidade de energia, o que não é nada bom para o meio ambiente.

ARCHtec arquitetura e interiores

Madeira

Então, a madeira é um dos materiais de construção mais antigos do mundo. Portanto é usada como estrutura desde que o homem resolveu sair das cavernas e começar a construir suas casas.

Mas apesar de ser muito usada na construção de telhados e poder passar por diversos tratamentos que lhe conferem maior resistência e durabilidade, a madeira é pouco usada no geral.

As vantagens da madeira:

  • É mais leve que o concreto armado;
  • As ligações e emendas são fáceis de serem executadas;
  • É um material natural, reaproveitável e renovável;
  • Tem custo relativamente baixo;
  • Não necessita mão de obra muito qualificada;
  • Não precisa de equipamentos e ferramentas sofisticados;
  • A montagem é rápida;
  • Beleza;
  • É um material fácil de se encontrar.

As desvantagens da madeira:

  • Por ser um material orgânico, é heterogênea e pode apresentar muita variação entre as peças;
  • Absorve e perde umidade facilmente;
  • Necessita de tratamento contra o ataque de insetos e fungos,
  • Necessita de tratamento anti chamas.

Estrutura de Madeira - Casa Contemporânea - Canadá

Gesso (Drywall)

Estas também conhecidas como gesso acartonado. O drywall consiste em chapas com miolo de gesso e face em papel cartão. Então são empregadas em painéis simples ou duplos e com espessuras variadas. Portanto formam paredes e divisórias que podem substituir a alvenaria, resultando em construções versáteis.

Mas seus enchimentos podem apresentar diferentes isolamentos, como o térmico e o acústico.

As vantagens do gesso:

  • Facilidade e rapidez na execução;
  • Paredes de gesso são menos rígidas que as paredes de alvenaria que podem apresentar trincas ou fissuras;
  • Proporciona conforto térmico;
  • Reformas mais fáceis e com menos sujeira;
  • Facilidade de manutenção;
  • Econômico;
  • Pode receber inúmeros acabamentos, tais como texturas, pinturas, papéis de parede, cerâmica e azulejos.

As desvantagens do gesso:

  • O sistema é menos resistente a impactos do que a alvenaria;
  • Menor durabilidade;
  • Apresenta problemas de acústica;
  • Não deve ser usado nas áreas úmidas do imóvel.

WR Gesso e Decoração

Qual o melhor material para a minha construção?

Mas não é possível afirmar que esse ou aquele é o melhor material para sua construção. Pois cada caso é único e a resposta vai variar por conta de diversos fatores.

Inclusive, eles não precisam ser usados isoladamente. Podem ser feitas combinações e composições desses materiais, aproveitando as vantagens de cada um e minimizando as desvantagens.

Veja também: Cálculo rápido para descobrir a quantidade de material para a sua construção.

Confira mais matérias como esta acessando a Revista do Entenda Antes!

_____________________________________________________________________

Criamos o Entenda Antes porque acreditamos que a troca de conhecimento, informação e experiência é o único meio que realmente tem o poder de melhorar as pessoas, melhorar os negócios e o mundo como um todo.

Mas areditamos que não precisa ser difícil e demorado encontrar bons profissionais e realizar orçamentos para fazer um bom negócio. Fazemos isso porque o mundo pede mais agilidade, facilidade e comodidade.

Solicite um orçamento do que você precisa sobre o mundo da construção e iremos te ajudar a realizar o melhor negócio!

portas e janelas - entenda antes

Portas e Janelas: Madeira, Alumínio ou Vidro? Qual escolher?

Janelas e portas escolhidas corretamente são atemporais e dão aquele toque de elegância à sua casa, proporcionando um ambiente especial, aconchegante e confortável.

Por isso, precisam de uma atenção especial na hora da escolha. Mas com tantas opções disponíveis como selecionar a janela ou porta perfeita para sua casa? Se você tem essa dúvida, está no lugar certo!

Veja também: Como aproveitar a luz solar direta? Veja quais são suas vantagens e desvantagens. Entenda Antes!

 

Como selecionar o arquiteto ideal para o seu projeto
Clique para ver mais sobre o projeto completo EA-107.

 

Abaixo, listamos todos os fatores que você precisa considerar para decidir o material para suas portas e janelas. Acompanhe.

O que considerar antes de escolher portas e janelas?

O fator mais importante na escolha de novas janelas e portas precisa ser a função que cada uma terá na casa. Portanto, sua prioridade deve ser encontrar itens apropriados para o ambiente e espaço disponível.

Por exemplo, as portas externas ficam expostas à umidade, sol e chuva e, por isso, precisam de maior resistência e manutenção. Já as portas internas precisam de menos cuidados.

 

Modelos e dicas de plantas de casas com terreno 10 por 20   
Clique para ver mais sobre o projeto completo EA-113.

 

A escolha da janela precisa levar em consideração, principalmente, a necessidade de iluminação e ventilação no local. O tipo de abertura (venezianas, sanfonada, de correr etc) também precisa ser considerado por conta do espaço e função.

Qual é o melhor material?

Considerando os fatores acima, o tipo de material vai influenciar na funcionalidade e durabilidades das suas portas e janelas. Descubra agora quais são as características, vantagens e desvantagens de cada alternativa:

 

portas e janelas - entenda antes

 

Madeira

A madeira é um recurso natural e renovável que está entre os mais utilizados para portas e janelas.

As portas de madeira têm uma aparência clássica e associada à elegância, agregando valor a qualquer cômodo da casa. Além disso, o material é bastante durável e resistente.

Na área externa, é ideal escolher uma porta de madeira maciça. Esses espaços ficam mais expostos às mudanças de clima e precisam de maior resistência. Já nas áreas internas, como quartos e banheiros, pode ser utilizadas das portas “ocas”.

As janelas de madeira dão uma aparência bonita e natural e são ideais se você quer criar um ambiente rústico, com cara de casa de campo. Além disso, a madeira tem propriedades isolantes naturais, resistindo ao frio e calor.

 

planta com 2 quartos projeto EA-146
Clique para ver mais sobre o projeto completo EA-146

 

As desvantagens das portas e janelas de madeira é que esse material exige manutenção regular, é suscetível a umidade e danos causados por insetos (principalmente pelos cupins) e é mais propenso a entortar.

 

 

Alumínio

O alumínio é um material resistente, principalmente quando exposto à umidade, sol ou chuva. As manutenções são praticamente desnecessárias em portas e janelas de alumínio, basta fazer a limpeza regular para manter sua aparência.

A porta de alumínio é utilizada tanto em áreas externas quanto internas, principalmente em ambientes não sociais. Cozinhas, lavanderias, saída para jardim e terraço são alguns cômodos mais comuns para instalar portas de alumínio.

 

portas de alumínio - entenda antes

 

A resistência do alumínio permite criar janelas bem maiores, proporcionando uma melhor vista ao ar livre. Existem janelas de alumínio em vários formatos, como horizontais, de correr, quadro fixo e com design diferenciados.

Como pontos negativos do alumínio, podemos citar o baixo isolamento térmico e acústico, baixa resistência a impactos e custo relativamente alto.

Vidro

Se você gosta de ter uma casa bem iluminada pela luz do sol, as portas e janelas de vidro são uma boa escolha.

Para proporcionar mais privacidade no interior da casa, você pode optar por colocar persianas ou utilizar vidro colorido ou fumê, que diminuem a transparência das portas e janelas.

Esse tipo de porta vai bem na entrada, divisórias para cozinha e sacadas. Já a janela de vidro combina com qualquer ambiente da casa e pode ser de correr, de abrir, basculante ou fixa.

 

portas de vidro - entenda antes

 

Como desvantagens de usar portas e janelas de vidro, destacamos o custo elevado e o risco de se quebrar com impactos. No entanto, se você tomar cuidado ao lidar com o material, a vida útil pode ser bem longa.

Veja também: Você NÃO precisa perder tempo com projeto para construir sua casa. Entenda o porquê!

E aí, conseguiu se decidir? Não subestime o impacto significativo que portas e janelas terão na sua casa. Além de oferecer segurança e proteção para sua família, esses itens refletem a personalidade dos moradores e estilo da casa.

Ficou alguma dúvida? Deixe sua pergunta e opinião nos comentários.

Gostou do artigo? Compartilhe com as pessoas, isso pode ajudar quem está pensando em instalar lindas portas e janelas!

madeira-de-demolicao

Conhece a madeira de demolição? Como usar em sua decoração? – Entenda Antes!

A decoração sustentável está em alta e envolve muito mais do que reaproveitar garrafas e caixotes. Designers de interiores e proprietários de imóveis cada vez mais incorporam materiais reutilizados na decoração, dando-lhes uma nova vida. Uma das tendências nesse sentido é a madeira de demolição. Como o próprio nome já diz, é um material retirado […]

Shopping Basket
1