Como economizar na fase de acabamento da construção?

A fase de acabamento é a parte mais cara da construção de uma casa, e representa, em média, 60% do seu custo total. Por isso é muito importante ter controle de tudo que é gasto e também conferir nossas dicas de como economizar nos acabamentos da construção da sua casa.

Acompanhe e aprenda a economizar a fase de acabamento sem abrir mão da qualidade e da beleza.

Veja também: Como evitar erros na fase de acabamento da sua construção?

Bruna Alvim Campos

1. Tudo começa no planejamento

A economia na fase do acabamento começa bem antes, lá no início da obra, no seu planejamento. Por isso é importante investir em um projeto bem feito e detalhado para evitar contratempos e gastos desnecessários.

Você precisa planejar cada etapa da obra e fazer uma projeção de gastos, para que nenhuma delas fique fora do seu orçamento. Estipule um teto máximo para os gastos para cada etapa da obra e tente não ultrapassá-lo.

MALU OHIRA ARQUIDESIGN

2. Uma coisa de cada vez

Não comece nenhum serviço de acabamento sem antes finalizar a estrutura do cômodo, e faça um de cada vez, de acordo com a prioridade de utilização. Dessa forma, é possível ter um maior controle e economias na compra dos materiais, evitando que existam sobras.

3. Programe suas compras

Não deixe as coisas para o último instante, faça um orçamento antecipado para estar preparado para os próximos passos da obra. Além disso, comprando com bastante antecedência, você garante que o material estará na sua obra na data combinada, evitando atrasos e contratempos.

Nem sempre vai valer a pena comprar o material em mais de uma loja, pois a economia no material pode se perder na hora do cálculo da taxa de entrega. E compras em maior volume possibilitam preços e condições de pagamento mais flexíveis.

No mais, não tenha vergonha de pechinchar, as lojas têm em vender. Assim, faça uma pesquisa de mercado do valor de cada item que será utilizado no acabamento e busque uma loja que cubra os preços dos concorrentes.

Flávio Lima Arquitetura

4. Mantenha o controle

Não perca o controle! É comum na fase de acabamentos você se empolgar e querer inovar em um detalhe ou outro, mas mantenha a calma e pense nos gastos que podem te levar ao endividamento desnecessário por causa de um simples capricho.

Tente fugir também dos modismos, eles costumam ter um preço mais elevado.

5. Aposte na qualidade

O barato pode sair muito caro. Por isso, prefira produtos de qualidade, com certificação ou selos que garantam desempenho, qualidade e durabilidade.

Não adianta economizar na obra e gastar tendo que reformar ou trocar peças dentro de 6 meses. Busque alternativas que facilitam a manutenção do acabamento, como por exemplo, tintas laváveis para as paredes. Busque pelas promoções e queimas de estoques, nessas ocasiões você encontra materiais de qualidade por preços bem mais acessíveis, como por exemplo, porcelanato, louças, cerâmicas, pisos,etc.

E detalhe, cozinha e banheiro são ambientes que pedem acabamentos de qualidade, já que são usados por todos. É preciso ser criterioso na escolha dos materiais hidráulicos e o melhor investimento é optar pelas marcas conhecidas no mercado.

6. Não dispense a mão de obra qualificada

Contar com mão de obra especializada em acabamento faz uma enorme diferença, evita desperdícios e quebras que levariam a novas compras e gastos imprevistos.

Profissionais capacitados e experientes oferecem um serviço de qualidade e valorizam a obra como um tudo.

Veja também: Mão de obra necessária para sua construção, quais são os profissionais? Entenda Antes!

7. Pense a longo prazo

Alguns produtos como lâmpadas de LED e torneiras com controle do fluxo da água, podem custar mais caro, mas ao longo do tempo compensam com a economia de luz e água que promovem. Alguns produtos podem custar mais caro, mas resultarão em economia a longo prazo na conta de água e luz.

INDESIGN ARQUITETURA

8. Substitua materiais

Algumas substituições de materiais garantem boas economias no acabamento de maneira inteligente, sem abrir mão da qualidade e do conforto.

Você pode, por exemplo, substituir:

  • Piso de madeira pelo vinílico.
  • Mármore pelo granito.
  • Forro de madeira pelo PVC.
  • Azulejos por adesivos, entre outras possibilidades.
  • Porcelanatos pelo cimento queimado
  • Reboco por pintura com látex.

9. Faça o assentamento correto dos pisos e azulejos

Faça o assentamento de pisos e azulejos junto à linha da parede, assim você consome menos material do que a colocação em diagonal, que requer muitos recortes.

Já nas paredes, é possível economizar nos azulejos fazendo o revestimento até a metade.

Flávio Lima Arquitetura

10. Cuidado na hora da pintura

Proteja as superfícies antes de pintar, isso evita danos no piso o que poderá sair mais caro do que o custo do material de proteção. Por sso, não vale arriscar.

Veja também: 8 Truques para pintar sua casa igual um profissional – Entenda Antes!

Gostou das dicas? Aprendeu como economizar na fase de acabamento sem abrir mão da qualidade?

_____________________________________________________________________

Criamos o Entenda Antes porque acreditamos que a troca de conhecimento, informação e experiência é o único meio que realmente tem o poder de melhorar as pessoas, melhorar os negócios e o mundo como um todo.

Acreditamos que não precisa ser difícil e demorado encontrar bons profissionais e realizar orçamentos para fazer um bom negócio. Fazemos isso porque o mundo pede mais agilidade, facilidade e comodidade.

Solicite um orçamento do que você precisa sobre o mundo da construção e iremos te ajudar a realizar o melhor negócio!

Orçamento grátis e seguro
Profissionais avaliados

Iremos te ajudar a realizar o seu sonho fechando o melhor negócio!

Deixe seu comentário