Tipos de concreto no mercado da construção

Tipos de concreto

O cimento é utilizado em construção há muitos séculos, estando presente em obras da Antiguidade como o Panteão e o Coliseu. Porém, esse cimento era composto de cal e cinzas vulcânicas, ou seja, muito diferente da composição atual que é a base de diferentes tipos de concreto.

Hoje, por sua vez, o concreto que utilizamos é uma mistura de cimento, água, agregados miúdos e graúdos, e, em alguns casos, aditivos. Ele é um material que está em todo lugar, literalmente do mais alto do céu ao fundo do mar e da terra. Dessa forma, é possível encontra-lo fundações de plataformas petrolíferas em oceanos, em túneis, minas, pontes e arranha-céus.

Sabendo disso, vamos agora falar sobre os diferentes tipos de concreto encontrados no mercado da construção.

Receba até 4 orçamentos próximos

Acompanhe e boa leitura!

Tipos de concreto - Cimento

Principais tipos de concreto

Existem diferentes tipos de concreto, com propriedades diversas para variadas finalidades.

Assim, a escolha do concreto apropriado para cada obra deve levar em consideração alguns fatores como:

  • Custo;
  • Tipo de construção;
  • Disponibilidade na região;
  • Produtividade;
  • Existência de mão de obra treinada.

1. Concreto convencional

Consiste na mistura de cimento, água, agregados graúdos e miúdos. É necessário o uso de vibradores e adensadores para que sua execução seja correta.

Apresenta uma consistência mais seca, pois contém com aditivos, e menor trabalhabilidade. Deve ser lançado com o auxílio de carrinhos de mão, gruas e outros meios de transporte manuais.

Possui resistência à compressão e, por não apresentar aço, a resistência à flexão é baixa.

2. Concreto armado

Esse tipo de concreto é o mais comum de ser encontrado nas obras atuais. Trata-se da união do concreto com as barras de aço, unindo a resistência à compressão com a resistência à tração.

Pode ser usinado ou feito na própria obra e também não apresenta aditivos em sua composição.

3. Concreto usinado

É o concreto produzido em concreteira e, por isso, passa por um elevado controle de qualidade e rigorosa pesagem dos materiais constituintes e tempo de mistura.

Por meio desse processo, o cliente pode especificar as características que deseja no concreto, tais como, maior ou menor tempo de pega, maior trabalhabilidade, resistência etc.

4. Concreto protendido

O concreto protendido é o tipo de concreto que deve ser usado em grandes vãos livres, reforços estruturais e construção ou reforma de ambientes agressivos, como fábricas e indústrias.

Essa técnica consiste na colocação de cabos de aço com elevada resistência que podem ser tracionados antes ou após a concretagem.

5. Concreto autoadensável

Esse concreto é utilizado quando se necessita de alta fluidez sem que ocorra exsudação e segregação.

O concreto autoadensável elimina a necessidade de vibradores e adensadores.

No entanto, seu ponto negativo é o alto custo. Assim, seu uso só é indicado depois de um estudo de viabilidade.

Tipos de concreto - Mercado da construção

6. Concreto de alta resistência

Esse tipo de concreto apresenta resistência superior à dos concretos convencionais.

No entanto, devido ao maior consumo de cimento, esse concreto apresenta grande tendência a retração, que pode ser reduzida  por meio da adição de pozolana ou aditivos.

Dessa forma, por ser muito resistente, ele é utilizado, principalmente, em fundações, estruturas em edifícios de muitos pavimentos, etc.

7. Concreto rolado

Já o concreto rolado, é empregado, principalmente, como sub-base em pavimentações, barragens e pisos de estacionamento.

Os materiais que o compõem são semelhantes aos do concreto convencional, porém com menor consumo de cimento.

Ele deve ser aplicados por meio da compactação com rolos compressores.

8. Concreto leve

Esse tipo de concreto apresenta menor massa específica por ser composto por agregados leves e deve ser utilizado quando for necessária a redução de peso estrutural.

No entanto, mesmo apresentando menor massa específica, sua resistência não é reduzida e geralmente, é aplicado em estruturas pré-fabricadas e estruturas pré-moldadas.

9. Concreto celular

Por fim, o concreto celular que, ao invés de utilizar de agregados de menor massa específica em sua composição, é utilizada uma espuma especial.

Ele é geralmente, é aplicado em paredes, divisórias, painéis pré-moldados e pré-fabricações, pisos, etc.

Gostou? Agora você já sabe um pouco mais sobre os diferentes tipos de concreto? Então, para continuar aprendendo e se atualizando, continue seguindo nossa revista digital, com notícias e novidades do mercado da construção.

Orçamento grátis e seguro
Profissionais avaliados

Iremos te ajudar a realizar o seu sonho fechando o melhor negócio!

Deixe seu comentário