Programa de design: Tudo o que você precisa saber sobre eles

Programa de design: Tudo o que você precisa saber sobre eles

Profissionais que desejam se destacar no ramo da construção civil devem estar atentos aos avanços tecnológicos, especialmente em relação a automatização de processos. As atualizações de um programa de design, por exemplo, estão cada vez mais direcionadas para oferecer soluções integradas. Assim, o que antes estava mais voltado para desenho de plantas, hoje inclui uma dinâmica de organização em escala multissetorial. Portanto, tal dinâmica favorece a participação da equipe, fornecedores e clientes do início ao fim do processo em um único sistema.

Isso acontece porque do projeto à consolidação, é comum que as tarefas estejam interconectadas. Por exemplo, deve-se respeitar as delimitações dos projetos, o que inclui o orçamento planejado. Nesta hipótese, de que adiantaria trabalhar com um tipo de textura no desenho que sairia do escopo disponível? Por outro lado, é possível mostrar diferentes texturas como um conjunto de opções de composição dos espaços para os clientes. Uma facilidade disponibilizada pelos programas de design com recurso de realidade aumentada.

Da mesma forma, outro exemplo é a previsibilidade que poderia ser sugerida em termos de melhoria de iluminação e aproveitamento dos espaços. O próprio programa facilita que esse tipo de informação seja obtida através da integração entre pessoas de diversos setores. Entenda melhor o que estamos falando acompanhando este post que inclui tudo sobre programa de design.

Por que precisamos de um programa de design?

Primeiramente, para responder a esta pergunta, vamos tentar visualizar as etapas presentes na construção civil. Planejamento, gestão e execução são algumas delas. Entre uma e outra, encontramos:

  • projetos de tipo arquitetônico, estrutural, hidrossanitário, preventivo elétrico, telefônico e de decoração; 
  • planos e plantas;
  • controle do orçado e realizado;
  • construção, decoração e paisagismo;
  • acompanhamento do cronograma;
  • cálculo estrutural;
  • qualidade das informações para atualização sobre alterações e imprevistos;
  • entre outros.

Além disso, as diversas etapas envolvem muitos profissionais. Para citar alguns, temos: 

  • engenheiro civil;
  • arquiteto;
  • técnico em edificações; e
  • engenheiro eletricista.

Poder contar com a orientação de mais de um profissional, especialmente para as situações mais complexas, é extremamente necessário. Por isso, a importância de utilizar programas de design que têm sido aprimorados para facilitar as ações e tarefas da construção civil. Afinal, precisamos deles para ter maior poder de gestão e otimização do projeto, ampliando a possibilidade de diversificação. Saiba mais detalhes a seguir.

Para que serve?

Agora que temos mais clareza sobre o porquê, vamos entender para que serve o programa de design. 

Nossos exemplos iniciais trazem a perspectiva da interatividade entre profissionais, atividades, funcionalidades e setores. O profissional responsável pela elaboração das plantas, através dos programas, pode receber informações e alterar o projeto rapidamente. Como resultado, tais possibilidades, também é viável disponibilizar um mesmo projeto de maneira diversificada. Os programas que simulam os ambientes em 3D são uma referência disso.

As representações em 3D podem apresentar uma mesma fachada com estilos diferentes. Da rústica à minimalista, da clássica à moderna, trazendo um diferencial para os trabalhos dos arquitetos, por exemplo. Já um projeto mais complexo, de escala industrial, pode contar com os programas que trabalham com os tamanhos reais das estruturas, incluindo os cálculos estruturais. Até aqui temos uma ideia de como diferentes ações são articuladas para cumprir com objetivos comuns e vamos ampliá-la no tópico a seguir.

Cada setor precisa ter um programa de design?

De fato, uma dúvida que pode surgir quando falamos em programa de design é se cada setor (engenharia, arquitetura, entre outros) precisa ter um. Para quem deseja otimizar os processos, facilitar a comunicação em rede e obter resultados rápidos e eficientes, a resposta é: não! Daí nossa abordagem da interatividade entre setores. Vamos compartilhar mais detalhes ao falar sobre alguns programas ao longo do post.

A ideia da integração é justamente unir em um único programa a participação entre setores. Ou seja, arquitetos, engenheiros, técnicos, entre outros profissionais e até mesmo quem contratou os serviços poderão ter acesso às informações em um único sistema. Alguns softwares 100% online disponibilizam recursos que otimizam o acesso e as respostas necessárias ao andamento do projeto em tempo real. 

Se pensarmos em termos de otimização de tempo, o ganho em agilidade é inquestionável. Antes desse tipo de desenvolvimento tecnológico, algum detalhe modificado no cálculo estrutural demandaria muito tempo para reajustar o plano. Certamente hoje, essa mudança pode ocorrer inclusive de maneira automatizada no próprio arquivo do desenho que está sendo trabalhado.

Programa de design e o sistema BIM

Programa de design: O que é BIM?

Do investimento em tecnologia para a integração multidisciplinar na construção civil, surge o sistema BIM (Building Information Modeling). A tradução seria Modelagem da Informação da Construção. Em resumo, é um sistema que integra os profissionais, as informações e a dinamização dos desenhos que são projetados em 3D.

Já publicamos um artigo sobre o que é BIM e como ele pode facilitar a sua vida aqui no site. Nele, você fica sabendo de forma mais detalhada as aplicabilidades, como funciona e as diversas vantagens que ele oferece. Como por exemplo:

  • a prevenção de erros;
  • a facilidade na comunicação;
  • a agilidade na correção e na conclusão;
  • a utilização da modelagem 3D.

Saiba mais detalhes sobre os programas de design 

Em se tratando de programas de design, é comum utilizar termos como “programa ou software de CAD” e “software para BIM”. Vamos iniciar explorando um pouco tais nomenclaturas, já que elas são fatores relevantes para a escolha do melhor programa. 

CAD, sigla utilizada para Desenho Assistido por Computador, é uma adaptação do termo em inglês DAC (Computed Aided Design). Projetos e desenhos técnicos são facilitados por este tipo de software. BIM, como vimos anteriormente, também é uma sigla oriunda do inglês e em português foi traduzida como Modelagem da Informação da Construção.

Hoje em dia, há vários softwares nacionais e internacionais disponíveis. Alguns internacionais contam com tradução para o português. Há ainda os que não têm tradução, mas são considerados bem intuitivos.

Listamos alguns tanto do tipo CAD quanto do tipo BIM para que você possa conhecer. Confira!

Programa de design CAD 

  • AutoCAD

O AutoCAD é um dos softwares de design mais antigos e conhecidos. Pode ser operado em design 2D e 3D e é muito utilizado por arquitetos, engenheiros, paisagistas, dentre outros profissionais da construção civil. Dentre as funcionalidades, podemos acrescentar ainda o desenvolvimento de projetos estruturais e arquitetônicos. Bem como, o planejamento e gerenciamento de projetos.

Como estamos falando sobre a interação multissetorial que envolve usuários distintos, vale ressaltar que estas características também estão presentes. Por isso, há ferramentas especializadas para desenho elétrico e mecânico, além é claro, para engenharia e arquitetura. É possível monitorar normas e aplicá-las, extrair dados para tabelas, importar e anexar PDF e usufruir dos aplicativos para web e dispositivos móveis. 

Portanto, aqui estamos citando apenas algumas funcionalidades. Há outros tipos de AutoCAD. O AutoCAD online, o AutoCAD LT e o AutoCAD civil são alguns deles. Seja como for, cada qual tem suas aplicabilidades distintas que devem ser estudadas para checar as que são mais adequadas às necessidades dos usuários.

O programa é pago, mas oferece versão gratuita de avaliação e está disponível para Mac e Windows.

  • SketchUp

O SketchUp é um software que possibilita o trabalho com projetos em 2D e modelagens em 3D. Também transforma o 3D em foto, recurso conhecido como renderização, além disso inclui recursos de animação e em vídeo. Dependendo do plano, o armazenamento em nuvem é ilimitado. Quanto ao aspecto da integração entre setores, ressaltamos os recursos de análise energética, da iluminação, o conforto térmico e até emissões de carbono. 

As versões estão divididas entre gratuitas e pagas, dependendo da finalidade do uso. Há licenças gratuitas para instituições de ensino fundamental e médio e preços promocionais para instituições de nível superior. Consulte os requisitos mínimos para Mac e Windows.

  • LibreCAD

Uma opção gratuita, com suporte e documentação, para modelagem em 2D é o LibreCAD. Entretanto, é mais voltado para pequenos projetos, bem como pode ser utilizado para fazer ilustrações e diagramas elétricos de maneira bem precisa. É similar ao AutoCAD e muito intuitivo. 

Disponível também em português, possui código aberto e pode ser baixado nos sistemas operacionais Linux, MacOS e Windows.

  • TQS

O TQS é um softwere nacional de tipo CAD com enfoque em estruturas, que já é utilizado internacionalmente. Facilita o desenvolvimento dos projetos em 3D dentro da engenharia estrutural que engloba alvenaria, parede, metálica, concreto armado, entre outras possibilidades.

Assim como os anteriores, é compatível com projetos feitos com os programas de design de tipo BIM. Disponibiliza, ainda, suporte técnico dado por engenheiros, relatórios e gráficos gerenciais. Em um único software os usuários fazem análises, desenvolvem a concepção estrutural, preparam os desenhos, etc. 

Possui aplicativo para Android e IOS, versão gratuita para avaliação, pacote gratuito para estudo e pesquisa de estudantes e pacotes pagos para projeto residencial, comercial ou industrial. Está disponível para Windows e computadores Apple que tenham Windows instalado de acordo com as indicações do site.

Programa de design BIM

  • Programas da AltoQi

A AltoQi é uma plataforma que disponibiliza soluções em BIM. Dispõe de softwares para dimensionamentos, detecção de colisões entre elementos, soluções em perfil metálico, experiência de realidade aumentada, entre outros. O fluxo de trabalho em BIM pode ser alcançado através dos softwares QiBuilder e Eberick, QiElétrico e QiHidrossanitário. Embora cada software esteja programado para atender a tipos de demandas diferenciadas, todos foram desenvolvidos na lógica colaborativa. Vale destacar que eles estão disponíveis para Windows com planos personalizados que devem ser orçados.

  • Autodesk 360 BIM

O Autodesk 360 BIM centraliza em um único espaço de trabalho os projetos em 2D e 3D que podem ser visualizados de qualquer lugar. Por isso, possui ampla variedade de formatos de arquivos. Além disso, clientes, fornecedores e equipe atuam de maneira colaborativa e os projetos podem ser revisados em tempo real. 

Os recursos básicos estão disponíveis na opção de conta gratuita e os profissionais de arquitetura, engenharia e construção contam com a opção paga. As opções estão disponíveis para Windows e Mac.

  • Edificius MEP

Com o software Edificius MEP é possível modelar as instalações hidráulicas; Bem como, elétricas e mecânicas em 3D de maneira otimizada. Assim, as conexões e os alinhamentos são visualizados em qualquer ângulo. Cumpre com os requisitos de interação entre setores ao integrar documentação, orçamento e cronograma de obra. Os detalhes do projeto podem ser visualizados em realidade aumentada. 

O software e a assistência técnica podem ser acessados de maneira gratuita durante um mês. Logo após este tempo, é possível adquirir assinatura mensal para o uso. Disponível para Windows e a quantidade de recursos vai depender de outros requisitos do sistema.

  • Vectorworks

O Vectorworks é a solução em esboço, desenho e modelagem dentro de um mesmo ambiente integrado. Bem como, os gráficos, apresentações e informações de construção podem ser acessados, projetados e documentados. Possui mecanismo de modelagem 3D, além de dar conta da análise e quantificação dos processos. O trabalho colaborativo contempla os fornecedores, consultores e demais envolvidos, com serviços que podem ser acessados em nuvem. 

O software disponibiliza teste grátis e pacote mensal ou ilimitado. Além disso, ele está disponível para Mac e Windows.

Por fim, o programa de design…

A lista de programas de design não para por aqui. São muitas funcionalidades e possibilidades de uso. Neste link que preparamos sobre os 5 softwares 3D mais utilizados por arquitetos, você vai saber mais detalhes sobre este assunto.

Como dissemos inicialmente, é importante ter em mente que os avanços tecnológicos crescem a cada dia. Portanto, todos os setores são influenciados direta ou indiretamente pelas mudanças, e quem não se adapta perde para a concorrência. Tal fato não é diferente para os profissionais da construção civil. A palavra de ordem é integração, já que o trabalho realizado com diferentes olhares e experiências profissionais é o que favorece a resolução das questões mais complexas.

Além disso, é importante manter-se atualizado através de fontes confiáveis, treinamentos e cursos que estejam a par das atualizações. Por isso nos dedicamos para cumprir com o propósito de ajudar as pessoas a entender tudo o que elas precisam antes para tomar a decisão mais acertada. Esperamos que você possa fazer a escolha do programa de design que melhor atenda as necessidades dos seus clientes e da sua empresa.

Orçamento grátis e seguro
Profissionais avaliados

Iremos te ajudar a realizar o seu sonho fechando o melhor negócio!

Deixe seu comentário