Conheça nossas Trilhas

23 de junho de 2024
33.67°C New York
Iluminação difusa - Entenda Antes

Iluminação difusa: o que é e como utilizar nos ambientes

(Se preferir, clique no player para o ouvir a narração desse artigo! Queremos facilitar sua vida, desde consumir o nosso conteúdo até realizar o seu projeto.) =)

A iluminação de um ambiente é um dos fatores mais importantes para que o espaço seja funcional e atraente ao mesmo tempo. A luz pode destacar um elemento, disfarçar imperfeições, criar vários ambientes em um único cômodo, fazer com que o espaço pareça maior e mais arejado. Uma maneira de conseguir esses efeitos variados é com a iluminação difusa nas áreas internas da casa.

Esse tipo de iluminação proporciona um ambiente iluminado de forma suave. Isso faz com que a luz difusa seja uma das mais versáteis e utilizadas em projetos de interiores de todos os estilos. Neste post, você vai entender exatamente o que é iluminação difusa e como utilizá-la nos ambientes da sua casa. Confira!

O que é iluminação difusa

A iluminação difusa é aquela que ilumina todo o ambiente. Entretanto, essa iluminação não é forte e direta. Pelo contrário, a luz difusa é suavizada de alguma maneira – geralmente com um vidro ou acrílico. Dessa maneira, a intensidade da luz fica mais suave sem que ela perca a capacidade de iluminar todo o ambiente. Além disso, a iluminação difusa diminui a quantidade de sombras no espaço. 

Quer um exemplo prático? Quando não há nuvens no céu em um dia ensolarado, você não consegue olhar para o sol por muito tempo. Em questão de segundos, a luz forte vai incomodar seus olhos. Mas, quando há várias nuvens no céu, parte da luz solar intensa é bloqueada. Assim, você consegue olhar para o sol sem tanto incômodo e, nem por isso, o dia vai parecer mais escuro. Isso acontece porque a camada de nuvem torna a luz difusa. 

Com a iluminação artificial é a mesma coisa! Uma superfície cobre a lâmpada para que a claridade seja difundida uniformemente pelo espaço. 

Iluminação difusa - Entenda Antes ATPH Arquitetura Engenharia e Construção

Como utilizar a iluminação difusa em casa

É importante saber que, basicamente, existem três tipos de iluminação para ambientes: direta, indireta e difusa. Garantimos que essa classificação não serve apenas para complicar a sua mente! Pelo contrário, os vários tipos de iluminação permitem criar a atmosfera desejada para cada ambiente. 

Além disso, cada tipo de luz é indicado para uma funcionalidade. Assim, dependendo do projeto, é possível misturar diferentes tipos de luminárias e luzes em um mesmo ambiente. Por exemplo, um plafon com luz difusa pode ser combinado com um lustre pendente. 

A luz difusa é a mais versátil e, portanto, é difícil errar ao optar por esse tipo de iluminação. Ela pode ser utilizada em qualquer ambiente da casa, em luminárias de embutir ou de sobrepor, assim como em pendentes, arandelas e lustres. 

Veja também: “Como uma boa iluminação pode trazer bem estar aos ambientes.”

Dicas para aproveitar a iluminação difusa em cada ambiente 

Sala de estar

A sala de estar é a área mais desafiadora para iluminar. Isso porque o local pode ser usado para fazer várias atividades, como socializar, assistir TV ou ler um livro, por exemplo. Portanto, a iluminação da sala de estar deve ser projetada para atender às necessidade daqueles que vivem no ambiente. 

Mas, basicamente, se você deseja criar uma área para receber e conversar com os convidados, convém apostar na iluminação difusa no teto. Nesse caso, as melhores luminárias para luz difusa são os plafons e as luminárias de embutir.

Esse tipo de iluminação na sala de estar proporciona um maior conforto visual e mantém o ambiente bem iluminado. Além disso, o incômodo com os reflexos da lâmpada na tela da TV é amenizado com a luz difusa.

Iluminação difusa - Entenda Antes Karla Araújo Arquitetura e Interiores

Quarto

Na área mais íntima da casa, a iluminação deve ser o mais suave possível. Por isso, a luz difusa pode ser usada tanto na iluminação geral quanto em abajures ou luminárias localizadas em pontos diferentes do quarto. 

Iluminação difusa - Entenda Antes Géssica Fernandes Arquitetura

Cozinha

As atividades realizadas na cozinha ditam as regras de iluminação. Por ser uma área onde é preciso lidar com vários utensílios ao preparar as refeições, convém escolher uma iluminação intensa, nítida e sem sombras. A luz difusa no teto é a melhor opção nesse caso porque distribui a iluminação de maneira uniforme, projetando menos sombras na área de trabalho.

Iluminação difusa Thiago Conte Arquitetura

Banheiro

Apesar de ser um ambiente pequeno, o banheiro também tem suas próprias regras em relação à iluminação. Nessa parte da casa, é interessante ter duas fontes de iluminação difusa: uma no teto para iluminação geral e outra próxima ao espelho. 

Nessa última, a escolha pela luz difusa é ainda mais importante. Isso porque a iluminação precisa ser suavizada para evitar sombras ao se maquiar ou barbear, por exemplo. 

Iluminação difusa - Entenda Antes Fellipe Ribeiro Arquitetura

Agora que você sabe o que é iluminação difusa e como utilizá-la em qualquer ambiente da casa, descubra a importância de contratar um designer de iluminação para seus projetos!

Veja também: “Qual a importância de um designer de iluminação?”

projetar e decorar seu quarto

Como projetar e decorar seu quarto? Entenda Antes!

O quarto é um local muito especial da casa, é onde descansamos e nos renovamos diariamente. Por isso, merece atenção especial quando o assunto é projetar e decorar. É preciso que seja um ambiente acolhedor, revigorante, que estimule corpo e mente da forma correta e também que tenha o nosso estilo e personalidade.

Assim, vale a pena conferir as dicas que separamos para te ajudar a deixar seu quarto do jeito que você sempre desejou. Acompanhe!

Plantas podem ser uma ótima companhia

Que tal colocar plantas no seu quarto? Elas melhoram o humor, ajudam na concentração e memória e reduzem o nível de estresse.

Assim, elas podem fazer toda a diferença no seu quarto, promovendo bem-estar emocional.

Abuse das cores claras

Cores claras ajudam a dar a sensação de amplitude, limpeza e frescor. Por isso abuse das cores claras nas paredes, pisos e móveis.

Deixe os tons mais fortes para alguns móveis, objetos, almofadas, quadros ou uma parede de destaque.

 



Veja também: Como utilizar a psicologia das cores para decorar seu imóvel?

Tenha poucos objetos de decoração

Na hora de planejar e decorar seu quarto, pense que menos é mais. Tente não colocar muitos objetos no quarto, pois fica cansativo e poluído.

Coloque os objetos necessários na cabeceira da cama, poucos quadros na parede e tente não amontoar muitas coisas.

Móveis planejados são sempre uma boa opção

Sim, móveis planejados são mais caros, porém são um excelente investimento que garantem o máximo aproveitamento do espaço e muito mais conforto e praticidade.

Com eles, até mesmo os cantos e as paredes podem ser aproveitados da melhor forma possível.

MBM Arquitetura e Iluminação

Use espelhos

Espelhos fazem toda a diferença em qualquer ambiente, principalmente nos quartos. No entanto é preciso prestar atenção em algumas regras.

O espelho deve ser inteiro, ou seja, deve se estender por toda a altura do quarto e, na parede oposta, deve existir algo interessante que se destaque, como um quadro, uma parede diferente ou uma iluminação especial.

TV fixa na parede

Se você gosta de ter televisão no quarto, coloque o aparelho fixo na parede. Ou, se preferir, utilize um painel para que os fios da TV fiquem escondidos, dando uma maior impressão de organização ao ambiente.

Circulação é importante

Não adianta ter um quarto lindo, se a decoração não for funcional e se não houver espaço para circulação no quarto. Esse é um fator fundamental para quem quer conforto e praticidade no ambiente.

Aproveite todos os espaços

Na hora de planejar e decorar seu quarto não ignore aqueles espaços que podem ser utilizados para armazenar objetos, tais como embaixo da cama ou cantos das paredes.

Outra dica é utilizar, sempre que possível, móveis 2 em 1, como um pufe que vira baú, por exemplo.

GE Arquitetos

Não se esqueça da iluminação

O quarto deve ser bem iluminado para que você possa ler, estudar e passar bons momentos. E se o eu quarto for pequeno, ela ainda serve para dar um visual leve e clarear ainda mais o ambiente. Assim, vale a pena investir em uma bela luminária ou abajur.

Mas não se esqueça de valorizar a iluminação natural. Aproveite a janelas de maneira que a luz possa ser bem aproveitada.

Veja também: Veja como uma boa iluminação pode trazer bem estar aos ambientes – Entenda Antes!

Quarto pequeno não é sinônimo de falta de estilo ou conforto

Atualmente, quartos pequenos são uma realidade. Porém, pouco espaço não significa falta de conforto ou de estilo. É possível fazer uma decoração bonita, onde todos os espaços possam ser aproveitados.

MBM Arquitetura e Iluminação

Utilize móveis baixos

Um truque muito usado na decoração é manter a linha da altura dos móveis baixa, assim o pé direito parece maior e o quarto ganha amplitude.

Dê seu toque pessoal

Importante também que seu quarto tenha a sua cara, com objetos, cores e móveis que contem a sua história.

Use fotos de família, lembranças de viagens e objetos repletos de histórias para incrementar a decoração e fazer você se sentir ainda mais confortável no seu quarto.

Criamos a Entenda Antes porque acreditamos que a troca de conhecimento, informação e experiência é o único meio que realmente tem o poder de melhorar as pessoas, melhorar os negócios e o mundo como um todo.

Acreditamos que não precisa ser difícil e demorado encontrar bons profissionais e realizar orçamentos para fazer um bom negócio. Fazemos isso porque o mundo pede mais agilidade, facilidade e comodidade.

Solicite um orçamento do que você precisa sobre o mundo da construção e iremos te ajudar a realizar o melhor negócio!




Shopping Basket
1