Projetos Arquitetônicos: dicas e o que não pode faltar

Projetos Arquitetônicos: dicas e o que não pode faltar

Os Projetos Arquitetônicos são a parte mais importante de uma obra. Não adianta de nada ter mil ideias, ou ainda os melhores materiais se você não tiver tudo planejado e organizado em documentos.

Em outras palavras, são nada mais do que arquivos e plantas com a finalidade de mostrar como será a edificação. Sem esses escritos, nada seria possível em uma construção.

Leia mais: Arquitetura paramétrica: o que é e onde posso usar?

Ainda assim, todos os projetos arquitetônicos são uma união entre a ideia do profissional que ficará responsável por realizá-lo (arquiteto) e o cliente.

Tendo isso em mente, hoje vamos explicar melhor sobre o que é e para que serve um projeto arquitetônico, bem como o que não pode faltar em um.

Aconchegue-se, pegue um café ou água, e anote tudo o que for importante para você tirar aquelas ideias da cabeça.

O que são projetos arquitetônicos?

Antes de tudo, precisamos entender o que são projetos arquitetônicos e como elaborar um.

Na introdução, já dissemos que se tratam de documentos fundamentais para a idealização de uma construção.

Mas, afinal, o que são?

Um projeto arquitetônico nada mais é que um sistema construtivo, onde se encontram todas as informações essenciais para que a ideia saia do papel e chegue a sua idealização.

Sendo assim, dentro destes planejamentos devem constar todos os pavimentos, cômodos, espessuras das paredes, altura do pé-direito, posição e tamanho das janelas e portas, e, também, as questões de acessibilidade.

Porém, ainda é muito comum que as pessoas realizem reformas e novas construções sem um plano ou projeto. No entanto, eles são essenciais para evitar o desperdício de materiais e, até mesmo, retrabalhos.

Etapas de um projeto e o que não pode faltar

Assim como todos os trabalhos, os projetos arquitetônicos também precisam seguir um cronograma de atividades.

E, é muito importante que tudo seja feito à risca. Com todos os cuidados para não pular etapas, ou ainda deixar de fazê-las.

Ainda, são algumas etapas que se complementam para no final darem vida a um planejamento de ações arquitetônicas.

Vamos enumerar algumas etapas muito importantes para a elaboração do projeto e, consequentemente, uma obra mais tranquila.

Briefing

O briefing é uma das principais ações a serem feitas em qualquer segmento de atividade profissional. Sem um norte a ser seguido, será impossível fazer um trabalho bem feito.

Essa etapa é nada mais do que um levantamento de necessidades. Ou seja, é uma conversa entre o arquiteto e o cliente para saber o que esse necessita, o que ele gosta ou não.

Às vezes, é comum que a ideia do profissional não seja boa para o cliente, ou ainda que o cliente não consiga passar o que quer para o arquiteto.

Sendo assim, é muito importante que o briefing seja o mais completo possível. É o momento em que todos devem se “abrir” para que a obra possa ir à etapa seguinte.

Ainda, é importante que seja estabelecido o orçamento máximo para a construção.

 Leia mais: Gestão de escritório de Arquitetura e Engenharia

Estudo Preliminar

A segunda parte de um projeto arquitetônico é um estudo sobre a viabilidade da obra. Aqui, é necessário que o projetista seja o mais claro com seu cliente, precisa seguir o orçamento e informar se será possível dar andamento.

Simultaneamente, será analisado o terreno e toda a parte técnica do local em que a construção ou reforma será feita.

Analisar os possíveis problemas que podem ocorrer durante o andamento. Tudo isso se faz importante para evitar atrasos e, consequentemente, paralisações na obra.

Anteprojeto

Com o briefing e os estudos preliminares aprovados, o passo seguinte é o anteprojeto. Ele é uma etapa em que os desenhos começam a ganhar forma, ou seja, são feitos os detalhamentos além das escolhas de materiais.

O anteprojeto é o responsável por trazer as plantas para a obra, com todas as informações possíveis e importantes para que o trabalho seja bem feito.

Ainda, é a parte em que todas as estruturas estimadas e cálculos são colocados na mesa, a volumetria e tudo que envolva as dimensões de cada cômodo.

Projeto Executivo

Por fim, chegamos a parte da idealização do trabalho. O projeto executivo é a etapa em que os cálculos são refeitos e ajustados para que a obra seja iniciada.

Ele não se trata de um projeto novo, mas, sim, de um detalhamento completo de tudo que já foi feito nas etapas anteriores.

É um conjunto de informações técnicas que são necessárias para que o empreendimento seja colocado de pé.

Dentro de um projeto executivo não podem faltar as plantas e desenhos detalhados, os cálculos estruturais, as especificações técnicas, a quantidade e o tipo de materiais necessários e os orçamentos.

 Dicas para um bom projeto

É claro que quando se está elaborando um plano arquitetônico é necessário seguir alguns padrões. No entanto, dicas sempre são bem-vindas em todos os trabalhos.

Sendo assim, vamos para uma rápida lista de dicas que podem ser importantes na elaboração de seus projetos arquitetônicos.

 Estude o ambiente

Quando falamos em estudar o ambiente, não falamos somente do local onde será a nova construção ou reforma. É importante prestar atenção na vizinhança, no bairro.

Em outras palavras, entender como é o local em que o seu cliente estará se inserindo. Afinal, alguns bairros possuem um padrão de construção. Casas e prédios mais antigos, ou até mesmo locais mais futuristas. É interessante seguir esses conceitos e criar uma ideia de “pertencimento”.

Ainda, a sustentabilidade é outra questão cada vez mais forte nos dias de hoje, então, preste muita atenção para como será a obra e materiais utilizados, tomando todos os cuidados com o meio ambiente.

 Leia mais: Como funciona a reforma para casas em Steel Frame?

Busque satisfazer o cliente

Não adianta de nada ter uma super ideia se ela não casar com o que o cliente quer. É necessário entender que, mesmo com os meios digitais crescendo cada vez mais, o boca a boca ainda tem sua importância.

Desta forma, um bom trabalho, que supra as necessidades de quem solicitou, é um passo a mais para conquistar novos clientes.

Todavia, se perceber que existe uma abertura, passe suas ideias de forma clara, afinal, o diálogo é o mais importante para que um projeto saia do papel da maneira certa.

Acessibilidade

Não importa se é uma casa ou um prédio, a acessibilidade é um dos tópicos mais importantes, e uma dica essencial.

No Brasil, existe a Norma Regulamentadora número 9050 de 2015. Ela estabelece critérios e parâmetros que devem ser seguidos durante o projeto e idealização. Além de algumas obrigações legais sobre acessibilidade.

Esse tópico se torna importante até mesmo para uma casa privada no sentido de que não sabemos se um amigo ou até mesmo os donos da residência um dia vão precisar de ambientes adaptados para usufruírem de uma melhor experiência.

Conclusão

Os projetos arquitetônicos são a parte mais importante de uma construção ou reforma no sentido de que ele dará as regras dentro da obra.

Em outras palavras, sem ele não existe, ou até pode existir uma edificação. No entanto diversos imprevistos podem ocorrer no meio do caminho.

Elaborar e seguir um planejamento ajuda a estar pronto para resolver imprevistos. Ter o orçamento, materiais e todas as informações essenciais para o trabalho anotadas ajuda a saber contornar os problemas.

Um projeto é mais do que um documento, é o início da vida arquitetônica de uma localidade.

Orçamento grátis e seguro
Profissionais avaliados

Iremos te ajudar a realizar o seu sonho fechando o melhor negócio!

Deixe seu comentário