Grandes nomes da arquitetura: Arquiteto surrealista Santiago Calatrava.

Talvez você não conheça o arquiteto espanhol Santiago Calatrava. Mas com certeza conhece, ao menos por foto, uma de suas obras: o Museu do Amanhã no Rio de Janeiro. E para que você conheça esse e outros arquitetos famosos, começamos hoje uma série de posts sobre os talentosos profissionais que espalham beleza e criatividade por aí. Confira! 

O estilo de Santiago Calatrava

Nascido na cidade de Valência, em julho de 1951, o arquiteto e engenheiro espanhol, tem se destacado nas últimas décadas por seu estilo “neofuturista” e pelo virtuosismo estrutural de suas obras. Ele é visto como um dos mais ativos “estruturistas” contemporâneos, com toques de surrealismo.

A marca de Santiago Calatrava é uma forte presença visual mesclada com sólidos conhecimentos tecnológicos. E uma das suas maiores fontes de inspiração são as formas orgânicas como os esqueletos, articulações, tendões, etc.

Uma de suas mais famosas obras, o Milwaukee Art Museum, é lembrado por suas “asas” que se abrem e fecham em função da posição do sol.

Santiago Calatrava pelo mundo

O escritório de Santiago Calatrava é o nome por trás de grandes projetos, tais como:

  • Cidade das Artes e das Ciências, na Espanha.
    • Complexo formado pelas seguintes construções: Hemisférico, El Museu de les Ciències Príncipe Felipe, L’Umbracle, L’Oceanogràfic, El Palau de les Arts Reina Sofía, El Puente de l’Assut de l’Or, A Praça Principal, as torres de Valência, Castellón e Alicante.

  • Milwaukee Art Museum, nos Estados Unidos.

  • Complexo Olímpico de Atenas, na Grécia.

  • Stadelhofen Railway Station, na Suíça.

  • Ponte da Constituição, na Itália.

  • Puente de la Mujer, na Argentina.
OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Torne-se um profissional melhor, vamos te ajudar!

Insira o seu e-mail abaixo para receber gratuitamente dicas sobre empreendedorismo e marketing para profissionais do segmento de arquitetura, designer de interiores e engenharia! >

O legado de Santiago Calatrava para o Rio de Janeiro

museu-do-amanhã - arquiteto - santiago calatrava

O Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro, é uma das mais  importantes obras de Santiago Calatrava. O museu engloba cerca de 15 mil m² de área construída. Sendo a área total, se considerarmos os jardins, espelhos d’água, ciclovia e área de lazer, de 34,6 mil m² quadrados do Píer Mauá.

Sua forma longilínea é inspirada nas bromélias do Jardim Botânico e foi projetado de forma que se integrasse à paisagem ao redor e também para que deixasse visível o Mosteiro de São Bento, importante conjunto barroco do país.

O conjunto arquitetônico incluiu ainda, entre outros marcos da cidade do Rio de Janeiro, o edifício A Noite (primeiro arranha-céu da América Latina) e o Museu de Arte do Rio (MAR).

O arquiteto espanhol passou algumas temporadas na cidade do Rio de Janeiro quando estava trabalhando no projeto. E todo seu processo criativo foi registrado em mais de 600 aquarelas.

Santiago Calatrava, assim explica o projeto do Museu do Amanhã: “a ideia é que o edifício fosse o mais etéreo possível, quase flutuando sobre o mar, como um barco, um pássaro ou uma planta”.

A cobertura metálica do museu avança em 70 metros de comprimento em direção à praça e 65 metros sobre o espelho d’água voltado para a baía de Guanabara. Sobre ela há 48 conjuntos móveis em forma de asas metálicas. Nessas asas estão instaladas placas fotovoltaicas que se movimentam ao longo do dia de acordo com a posição do sol, otimizando assim o aproveitamento da luz natural.

O Museu do Amanhã conta paisagismo assinado pelo Escritório de Paisagismo Burle Marx. Foram utilizadas espécies nativas, com o objetivo de facilitar a adaptação da vegetação e atrair mais a fauna da região. Em 5,5 mil m² de área plantada, podemos encontrar 26 espécies diferentes de plantas, como ipês roxo e amarelo, quaresmeira, pau-brasil, pitangueira, palmeiras e arbustos.

Prêmios conquistados por Santiago Calatrava

Santiago Calatrava conquistou importantes prêmios que o consagraram como um dos maiores nomes da arquitetura moderna. Entre os prêmios recebidos podemos citar: medalha de ouro do IStructE (Institution of Structural Engineers); Prêmio Príncipe das Astúrias, medalha de ouro do AIA (American Institute of Architects) e Prêmio Europeu de Arquitetura.

Gostou de saber um pouco mais sobre Santiago Calatrava? Se você fizer uma viagem a um dos locais que receberam obras de Calatrava, não deixe de ir visitá-las!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *