Saiba como funciona e se vale a pena ter uma cisterna – Entenda Antes!

A comunidade científica não tem mais dúvidas, em algumas décadas a escassez de água afetará dois terços da população mundial. Ou seja, será preciso muito trabalho e pesquisas para garantir água potável para todos. Mas você já pode, com hábitos simples, ajudar a reduzir o problema economizando água no dia a dia e fazendo o reaproveitando de água das chuvas com o uso de uma cisterna.

Quer saber como? Continue lendo este post e Entenda Antes de fazer.

Veja também: Vale a pena instalar um sistema de energia solar? Entenda Antes de fazer!

O que é uma cisterna

A cisterna é um sistema de reaproveitamento de águas das chuvas. É um reservatório que recolhe a água da chuva e a armazena para o uso doméstico.

É uma alternativa eficaz quando se trata de economizar água e pode ser instalada em imóveis urbanos ou rurais, em casas, apartamentos e condomínios, de forma simples e com um custo relativamente barato.

Veja também: Lagos artificiais, você nunca viu algo tão incrível assim!

Como funciona uma cisterna?

Funciona da seguinte maneira: a água da chuva é levada das calhas do telhado para um filtro. Esse filtro elimina mecanicamente as impurezas, tais como folhas e pedaços de galhos.

O sistema conta ainda com um freio d’água que impede que a entrada de água na cisterna agite o seu conteúdo e acabe suspendendo partículas sólidas depositadas no fundo.

Por sua vez, a cisterna pode ou não estar ligada diretamente à rede de encanamentos do imóvel.

 

Essa mini cisterna demonstra perfeitamente todo o processo.

A qualidade da água armazenada na cisterna 

Por se tratar de um sistema de reaproveitamento de água das chuvas, a água coletada não é considerada potável, já que pode conter partículas de poeira, fuligem, sulfato, amônio e nitrato.

Essa água não é adequada para o consumo humano, mas pode ser usada nas tarefas domésticas que mais consomem água, como por exemplo: descarga nos banheiros, lavagem das áreas externas, lavagem de carros, irrigação das plantas, entre outras tarefas.  

Atenção: mesmo sendo usada apenas para esse tipo de tarefas, a água da cisterna precisa ser tratada com cloro orgânico toda vez que entrar água nova no sistema.  

Veja também: Deck de PVC – Veja as vantagens em utilizar esse material. Arquitetura sustentável

É preciso também corrigir o pH da água para que ela não danifique as plantas, pisos, louças e metais. Para fazer o seu balanceamento, você pode usar produtos específicos facilmente encontrados em lojas de produtos para piscinas.

Nunca recolha as primeiras águas da chuva, pois elas podem conter sujeiras do telhado. Por isso, é recomendada a instalação de um dispositivo que permita o desvio das primeiras águas.

Ainda com relação à qualidade da água armazenada, é importante que a cisterna seja muito bem vedada, evitando que a incidência de luz solar contribua para a proliferação de algas e outros micro-organismos.

Veja também: Fachadas de sobrados – Veja modelos e dicas exclusivas!

Vantagens de uma cisterna

Além de ser uma atitude que ajuda na preservação do meio ambiente, pois se trata de um sistema de reaproveitamento de água das chuvas, o uso da cisterna apresenta duas grandes vantagens:

  • Representa uma economia de cerca de 50% na conta de água;
  • Em tempos de crise hídrica ela é uma ótima alternativa para fugir dos racionamentos de água.

Que tipo de cisterna instalar

Existem vários modelos, preços e tamanhos de cisternas.

Você pode encontrar cisternas com capacidades bem variadas, de mil litros até 16 mil litros. Escolha aquela que mais se adapte às necessidades da sua família.

Os modelos de alvenaria, precisam de maiores cuidados na hora da instalação, mas têm grande capacidade de armazenamento. Já aquelas pré-fabricadas, podem ou não ser enterradas.

Aqui convém lembrar que, caso você escolha um modelo enterrado ou subterrâneo, o custo de instalação será bem maior.

Mas, não importa o modelo que você escolher, se a cisterna for ligada à rede de encanamentos da casa, você irá precisar de um profissional para fazer a instalação. Porém, na maioria das vezes, o investimento com a instalação é recuperado já no primeiro ano de uso da cisterna.

Veja também: Por que você deve contratar um arquiteto? Veja aqui 5 brilhantes vantagens

Cuidados na manutenção da cisterna

Se você decidiu instalar uma cisterna na sua residência é bom saber que será necessário uma certa disciplina para o correto funcionamento do sistema de reaproveitamento de água das chuvas.

As calhas e o interior da cisterna devem ser limpos periodicamente para impedir contaminações.

Em se tratando de cisternas de plástico é bom saber que elas podem sofrer deformações com o tempo ou apresentar rachaduras. Assim, é bom investir e uma cisterna com filtro anti-UV 8.


Uma cisterna demonstra uma ótima ideia, não acha? Já instalou ou conhece alguém que tem uma? Comente sua experiência conosco…

Entenda Antes de fazer! 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *